Histórias da Casa - Carla e Ray

No dia 05 de novembro de2008 começava um novo jeito de ver e viver a vida, meu filho com ainda 02 anos e 08 meses foi diagnosticado com um tumor, do tamanho de um limão na cabeça. Um tumor... demorei horas até entender que era câncer, horas de choro, e de sentimento de que meu bebe não iria conseguir. Naquele momento os médicos só me falavam que ele tem que ser operado agora e que era muito grave.

O mundo parou e percebi que não somos nada e nem possuímos nada que possa nos privar destes momentos. Chegamos ao inca muito asustados ouvimos do médico que embora estivéssemos nas mãos da melhor equipe do Estado do Rio, ele precisava de um milagre.

Pensei comigo... confie no milagre.. vamos conseguir. 
Ele fez a primeira cirurgia e com 15 dias foi necessário a segunda. Neste momento ainda muito debilitado tivemos alta e não tinhamos ideia de como seria daqui para frente. Toda a minha familia ainda estava muito assustada com tudo que estava acontecendo. 

Uma mae de um outro paciente me falou: "acalma seu coração que existe uma casa de apoio, e eles podem te ajudar".
Chegamos na Casa Ronald McDonald do Rio com sonho apenas um: Poder tratar meu filho, e eles me proporcionaram muito mais que isso. 

Vi ali mulheres com as mesmas dores, com as mesmas dúvidas... Vi pessoas que simplesmente escolheram acolher à nós mães, tão feridas que tudo o precisavamos naquele momento era de colo e um abraço forte...Sim, os voluntários..  Muito amor envolvido nesse propósito de vida, cuidar de pessoas desconhecidas que agora precisam de nos. O mais puro amor.

Hoje sou Mãe e eterna admiradora do trabalho da Casa. Vidas dispostas a cuidar de outras vidas sem nenhuma remuneração.
Recebi por um bom tempo, no momento mais delicado da minha vida, um apoio, carinho e dedicação que jamais podia imaginar.

 
Sou imensamente grata a todos que se tornaram minha família... a família da Casa que o amor construiu...

- Carla, mãe do Ray, hóspedes da Casa Ronald McDonald RJ