Programa Bolsa de Alimentos da Casa Ronald McDonald-RJ em Campos.

qui, 19/07/2018 - 15:40

Programa Bolsa de Alimentos da Casa Ronald McDonald-RJ em Campos.

Instituição amplia sua capacidade de atendimento e inaugura mais um núcleo de atendimento em Campos dos Goytacazes.

 

A Casa Ronald McDonald do Rio de Janeiro em parceria com uma equipe de mais de 30 voluntários e voluntárias, lideradas pela Teresa Moll e pelo Alex Caetano, amplia seu impacto social e inaugura, nesta quinta-feira (19) e sexta (20), mais um núcleo de atendimento às famílias que passam pelo tratamento de câncer no estado do Rio de Janeiro, em Campos dos Goytacazes.

Pioneiro entre as organizações de apoio ao tratamento de câncer infantojuvenil, o Programa Bolsa de Alimentos tem como objetivo a distribuição de alimentação básica e complementar para famílias de crianças e adolescentes, hospedadas ou não, na Casa Ronald McDonald-RJ, e que se encontrem em tratamento ambulatorial em um dos hospitais conveniados à Instituição. 

O Núcleo em Campos permitirá que a bolsa de alimentos seja distribuída com regularidade e mais conforto, evitando o desgaste das famílias irem à cidade do Rio de janeiro para receber o benefício.

Famílias beneficiadas pelo Programa no Rio de Janeiro.

 

A seleção dos pacientes a serem beneficiados pelo Programa é realizada pelo serviço social dos hospitais conveniados: Instituto Nacional de Câncer (INCA), Hemorio, Hospital Universitário Pedro Ernesto, Hospital da Lagoa, Hospital Pediátrico Martagão Gesteira (Fundão), Hospital da Criança e Hospital dos Servidores do Estado.

Os pacientes selecionados são cadastrados pelo serviço social da Casa Ronald McDonald-RJ, e recebem um cartão que permite o recebimento mensal da bolsa de alimentos. O benefício da Bolsa de Alimentos é válido por 6 meses, podendo ser renovado pelo Serviço Social dos hospitais ou da Casa Ronald McDonald-RJ, no caso dos pacientes do INCA. A renovação é baseada nas entrevistas sociais realizadas para este fim, de acordo com os critérios estabelecidos pela Instituição (situação socioeconômica; idade e condição do tratamento). 

Mensalmente é realizado o controle da distribuição das bolsas de alimentos, através de formulários que identificam a distribuição por hospital. As famílias são recebidas no dia de entrega das bolsas por uma equipe de voluntários, que fazem o acolhimento e servem um delicioso lanche, distribuindo brindes e muitos sorrisos.  Todo esse ambiente agradável e familiar, é para que as famílias se sintam bem e percebam a disposição da Instituição em contribuir para melhoria na qualidade de vida delas. Nesse dia, as profissionais de Serviço Social e da Psicologia, fazem plantão de atendimento para orientação e renovação do programa.

O objetivo do Programa é fazer com que a família vença as barreiras da doença e que a criança, portadora de câncer, tenha todo o suporte nutricional necessário ao fortalecimento da sua imunidade, de modo que ela responda melhor ao tratamento quimioterápico. Além disso, é para que também seja um complemento de renda familiar, permitindo que as famílias não abandonem o tratamento, tendo a consciência que a base alimentar está disponível em sua moradia, sem que isso gere despesas.

Este Programa foi premiado no Congresso Internacional RMHC- Chicago, USA, em 2007, por entender o quanto é importante a alimentação neste período de tratamento, conforme a citação do Dr. Nivaldo B. de Pinho - Chefe da Nutrição do Hospital do Câncer: "A criança portadora de uma doença neoplásica tem suas necessidades nutricionais modificadas. Precisa de oferta maior de proteínas e vitaminas. Como está em fase de crescimento e o seu sistema imunológico não está completamente maduro, essa criança encontra-se, mais do que o adulto, sujeita aos efeitos colaterais e as patologias associadas... a criança bem nutrida tolera e responde melhor ao tratamento quimioterápico."

Atendimento do Programa na Sede da Casa Ronald McDonald-RJ.

O conteúdo da bolsa distribuída é definido segundo a orientação do Serviço de Nutrição do Instituto Nacional de Câncer (INCA) e contém todos os nutrientes primordiais para o fortalecimento da imunidade do paciente assistido.

 Meta anual da distribuição de Bolsas:

1920 unidades por ano para 160 famílias por mês

O valor de mercado da bolsa Bolsa é de aproximadamente R$130,00 e os complementos nutricionais, como Sustagem, entre outros pode chegar em média a mais R$120,00 por família com esta demanda especíica.

Resultados:

Foram em média, 203 famílias beneficiadas em 2017.

Em 2017 foram distribuídas mais de 1.650 Bolsas de Alimentos

 

Atualmente os Núcleos de Distribuição das Bolsas de Alimentos existem em Barra Mansa,  Rio de Janeiro (principal), e agora, em Campos dos Goytacazes.

Os recursos financeiros necessários para manter o Programa em funcionamento são: as vendas do Bazar da Casa Ronald McDonald do Rio, eventos da Instituição, bem como através das doações de alimentos de pessoas físicas e jurídicas.

 

Objetivos secundários :

Prezar pela humanização no atendimento das famílias;

Manter estreito o relacionamento com os Serviços Sociais dos hospitais;

Trabalhar em parceria com a Captação de Recursos na realização de campanhas de arrecadação de alimentos e produtos;

Contribuir para o aumento no índice de cura;

Aumentar o número de crianças e adolescentes beneficiados;

 

Informações: atencao.integral@casaronald.org.br / (21) 2566-3200

Comentar