• Qual a relação da Casa Ronald McDonald-RJ com o McDonald's?
    A Casa Ronald McDonald-RJ é uma Instituição sem fins lucrativos com a missão de oferecer qualidade de vida às crianças e adolescentes com câncer, incluindo suas famílias. O McDonald's é a principal empresa apoiadora e garante, aproximadamente 30% do custeio anual com a arrecadação do McDia Feliz.
  • O que são as Casas Ronald McDonald?
    As Casas Ronald McDonald têm como conceito fundamental ser “uma casa longe de casa”, oferecendo hospedagem, transporte, alimentação e suporte psicossocial às crianças e suas famílias que, devido ao tratamento, estão fora de suas cidades.
  • Por que a Casa Ronald McDonald é considerada “uma casa longe de casa”?
    Algumas crianças precisam viajar grandes distâncias para receberem atendimento médico, que pode durar um dia, um ano ou mais. Para as famílias desses pacientes, os custos de hospedagens não são compatíveis com sua condição financeira. As Casas Ronald provêm uma confortável alternativa de apoio e servem como residência temporária, com a facilidade de estarem próximas aos hospitais, permitindo que os acompanhantes das crianças atendidas possam dormir, relaxar e encontrar apoio em outras famílias que estão passando pela mesma situação.
  • Quando as Casas Ronald McDonald foram criadas, e por quê?
    Tudo começou em 1974 na Filadélfia (EUA), quando um jogador de futebol americano, cuja filha tinha câncer, uniu-se ao hospital infantil local e ao McDonald’s para implantar a primeira casa de apoio para hospedar crianças em tratamento de câncer. Desde então o programa não parou de crescer, e hoje atende a mais de 10 milhões de famílias, com 300 casas similares espalhadas por 30 países.
  • Quando a Casa Ronald McDonald foi criada no Brasil?
    No Brasil, a primeira Casa Ronald foi criada em 1994 no Rio de Janeiro, e foi a primeira a ser inaugurada na América Latina. Já as outras quatro Casas do Brasil, em São Paulo (SP), Santo André (SP) e Campinas (SP) foram inauguradas desde abril de 2007 e Belém (PA), inaugurada em 2012.
  • Qual é o suporte psicossocial oferecido às crianças e adolescentes?
    As Casas realizam diversas atividades para os pequenos pacientes, desde recreação, terapias (arteterapia, musicoterapia, entre outras) e atendimento psicológico, assim como cursos profissionalizantes e de ensino formal, por meio de convênios com as Secretarias de Ensino.
  • Durante o tempo de hospedagem, também é oferecido a Atenção Integral aos acompanhantes?
    As acompanhantes também recebem apoio terapêutico para que possam manter bem a autoestima e o equilíbrio emocional, assim como participam de atividades profissionalizantes, que possibilitem sua reinserção no mercado de trabalho quando o tratamento terminar e retornarem para suas cidades de origem. Como exemplo de atividades profissionalizantes, temos cursos de bijuteria, artesanato, pintura em tecido, entre outras atividades. Na Casa Ronald McDonald Rio de Janeiro, as aulas de cabeleireiro possuem convênio com o  INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), que ofereceu os equipamentos e um curso completo de cabeleireiro para as hóspedes acompanhantes, emitindo, ao final do curso, diplomas habilitando as novas profissionais para o mercado de trabalho.
  • Quais são os pré-requisitos exigidos pelas Casas para receber os pacientes?
    A criança que se hospeda em uma Casa Ronald McDonald deve estar sob necessidade de tratamento médico em um hospital fora de sua cidade de origem e que tenha convênio com a Casa. Também é necessário que ela seja indicada pelo profissional de serviço social do hospital, que comprove a necessidade financeira da família.
  • O Instituto Ronald McDonald e a Casa Ronald McDonald são a mesma coisa?
    Não. A Casa Ronald McDonald é um programa coordenado pelo Instituto Ronald McDonald. A Casa Ronald McDonald é um local onde as crianças e adolescentes com câncer ficam hospedados durante o seu tratamento. O Instituto Ronald McDonald é o representante no Brasil da Ronald McDonald House Charities (RMHC Global) e o responsável pela gestão do Programa Casas Ronald McDonald. Seu objetivo é fazer com que as instituições licenciadas para operar como Casa Ronald McDonald sigam os mais altos padrões de qualidade e excelência, que são as marcas do programa global.
  • O que é o Ronald McDonald House Charities - RMHC?

    Tudo começou na Filadélfia em 1974, quando Kim Hill, de três anos, filha do jogador de futebol americano, Fred Hill, do Filadélfia Eagles, e sua esposa, Fran, estava em tratamento de leucemia no St. Christopher's Hospital for Children.

    Durante os três anos de tratamento, a família Hill frequentemente acampava nos corredores do hospital e comiam refeições improvisadas das máquinas automáticas enquanto observavam outros pais fazendo a mesma coisa.

    Eles aprenderam que muitas das famílias viajavam grandes distâncias para levar seus filhos ao centro de tratamento médico, mas não podiam pagar por quartos de hotel.

    A família Hill, sabia que devia haver uma solução. Fred reuniu seus companheiros de equipe para arrecadar fundos. Através de Jim Murray, gerente geral dos Eagles, a equipe ofereceu seu apoio à Dra. Audrey Evans, chefe da unidade de oncologia pediátrica do Hospital Infantil da Filadélfia. Dra. Evans sonhava com uma residência temporária para as famílias de crianças que estão sendo tratadas em seu hospital.

    Murray contatou Don Tuckerman, da agência de publicidade local do McDonald's e com o apoio do Gerente Regional da rede, Ed Rensi, lançou a promoção do MilkShake verde do dia de São Patrício (conhecido como Shamrock Shake).

    Os fundos arrecadados foram para a compra de uma antiga casa localizada perto do hospital.

    E assim, a primeira Casa Ronald McDonald abriu na Filadélfia em 1974 - uma casa longe de casa para famílias de crianças doentes. Em 1979 mais 10 casas foram abertas e em 1984 mais de 60 casas haviam sido inauguradas. Em 2018 já são mais de 365 casas em 43 países e regiões.

  • Qual é o critério de escolha das instituições para se tornarem Casas Ronald McDonald?

    Ao ser selecionada para operar como uma Casa Ronald McDonald, a instituição recebe um certificado de excelência reconhecido no mundo inteiro. Por esta razão, a seleção é bem criteriosa. Para que uma instituição possa ser candidata a operar como uma Casa Ronald McDonald, ela deve: estar comprometida com a causa do combate ao câncer infantojuvenil, deve possuir um quadro de voluntários atuantes, e possuir gerenciamento de seus projetos e transparência na prestação de contas. Além disso, deve atender aos critérios exigidos pela Ronald McDonald House Charities - como Sustentabilidade das atividades de rotina da Casa e adequação às exigências de uma construção segura e acessível.

  • Qual é a vantagem da instituição se tornar uma Casa Ronald McDonald?

    Ao se tornar uma Casa Ronald McDonald, a instituição recebe um “selo de qualidade”, uma certificação internacional que reconhece os mais altos padrões de qualidade de atendimento, o que reforça a credibilidade da instituição. Na sua inauguração, a Casa recebe US$ 25 mil para suas primeiras despesas operacionais e passa a contar com o apoio do Sistema McDonald’s – funcionários, franqueados e fornecedores –, que, juntos, fazem doações de materiais, equipamentos, produtos e serviços. No Brasil, o Instituto Ronald McDonald também pode financiar até 50% do custeio da Casa, além de apoiá-la na divulgação de suas ações e em sua excelência operacional, por meio de, por exemplo, a implementação do sistema de informação para gestão das Casas.

  • Como as Casas Ronald McDonald se mantêm?

    As Casas Ronald McDonald se mantém por meio de ações próprias de captação e apoio da comunidade - trabalho voluntário, membros contribuintes, realização de eventos e campanhas, entre outras. As Casas também contam com o apoio do Instituto Ronald McDonald - que pode financiar até 50% do seu custeio - e do Sistema McDonald’s - doações de materiais, equipamentos, produtos e serviços.

  • Qual a expectativa do Instituto Ronald McDonald em relação à criação de novas Casas?

    Um dos objetivos do Instituto Ronald McDonald é expandir o Programa Casa Ronald McDonald no Brasil, garantindo um alto padrão de atendimento nas casas de apoio nos pólos convergentes, estando assim, alinhado com o Programa de Atenção Integral.

  • Como o Programa Casas Ronald McDonald  se relaciona com o Programa de Atenção Integral?

    O Programa de Atenção Integral (PAI) tem por foco contribuir com a atenção integral  à criança e ao adolescente com câncer, por meio do apoio a um variado elenco de ações e da progressiva articulação de serviços com características complementares (ala de internação, quimioterapia, radioterapia e casa de apoio), como estratégia de consolidação da Rede de Atenção Oncológica na região de execução. Sendo assim, o Programa Casas Ronald McDonald está intrinsecamente relacionado ao PAI, pois implementa e/ou certifica casas de apoio que atendem aos mais altos padrões de qualidade.