Bolsa de Alimentos

 
 
 
Pioneiro entre as instituições de apoio ao tratamento de câncer infantojuvenil, esse projeto tem como objetivo a distribuição de alimentação básica e complementar para famílias de crianças e adolescentes hospedadas ou não na Casa Ronald McDonald-RJ e que se encontrem em tratamento ambulatorial em um dos hospitais conveniados. Este projeto foi premiado no Congresso Internacional de Chicago em 2007, por entender o quanto é importante a alimentação neste período de tratamento, conforme citação do Dr. Nivaldo B. de Pinho - Chefe da Nutrição do Hospital do Câncer:
 
"A criança portadora de uma doença neoplásica tem suas necessidades nutricionais modificadas. Precisa de oferta maior de proteínas e vitaminas. Como está em fase de crescimento e o seu sistema imunológico não está completamente maduro, essa criança encontra-se, mais do que o adulto, sujeita aos efeitos colaterais e as patologias associadas... a criança bem nutrida tolera e responde melhor ao tratamento quimioterápico."
 
 

Família recebendo a Bolsa de Alimentos.

Meta anual da distribuição de Bolsas:
 
6.000 unidades para 500 bolsas distribuídas, por mês, a cada família.
 
O valor da Bolsa é de aproximadamente R$100,00
 
Resultados:
 
  • Em 2015 foram distribuídas mais de 4.800 Bolsas de Alimentos
  • Foram em média, 403 famílias beneficiadas em 2015.
 
  • Foram em média, 254 famílias beneficiadas em 2016.
  • Em 2016 foram distribuídas mais de 1.600 Bolsas de Alimentos
 
Abrimos uma conta bancária apenas para este fim:
Banco Santander / Ag.: 4350 / Conta: 13000501-0
 
Ou se preferirem, seguem abaixo os itens necessários.  Ficamos na Rua Pedro Guedes, nº 44 - Maracanã (Próximo à Universidade Veiga de Almeida)
 
Composição da Bolsa de Alimentos:
- 4 kg de arroz
- 4 kg de feijão
- 1 kg de açúcar
- 1 lata de óleo
- 4 latas de leite em pó integral
- 1 lata de achocolatado
- 1 lata de farinha láctea ou similar
- 1 caixa de maizena ou similar
- 1 kg de farinha de mandioca
- 1 kg de fubá
- 1 kg de farinha de trigo
- 1 kg de macarrão
- 2 pacotes de biscoito (doce e salgado)
- 2 latas de sardinha
- 1 kg de soja texturizada
- 1 kg de sal
- 1 caixa de gelatina
- 1 pacote de goiabada
 
 
Para vencer todas as barreiras da doença, a criança portadora de câncer precisa estar bem alimentada. Além de ser uma contribuição ao suporte nutricional dos pacientes, a distribuição das bolsas funciona como estímulo para que os pais não deixem de levar as crianças ao tratamento quimioterápico.
 
A seleção dos pacientes a serem beneficiados pelo programa é realizada pelo serviço social dos hospitais conveniados: Instituto Nacional de Câncer (INCA), Hemorio, Hospital Universitário Pedro Ernesto, Hospital da Lagoa, Hospital Pediátrico Martagão Gesteira (Fundão), Hospital da Criança e Hospital dos Servidores do Estado.
 
Os pacientes selecionados são cadastrados e recebem um cartão que permite o recebimento mensal da bolsa de alimentos, durante, no mínimo, seis meses. Ao final desse período é feita uma nova avaliação para verificar se a família ainda necessita da bolsa de mantimentos. É então, renovada - ou não - a permissão por mais seis meses.
O conteúdo da bolsa distribuída é definido segundo a orientação do Serviço de Nutrição do Instituto Nacional de Câncer (INCA).

 

Colabore com a Casa Ronald McDonald! Participe do programa Bolsa de Alimentos, contribuindo com doações!

Mais informações: (21) 2566-3259 ou atencao.integral@casaronald.org.br